Soberana Paz

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Além da quietude profana
Da sombra serena e da fartura
Do silêncio e o do ócio que fulgura
Vigora a paz soberana

Além da íntima ventura
Da placidez em meio à tormenta
Inerte ante o entorno que a sustenta
Vige a paz soberana e pura

Muito além, muito além das redomas do conforto
Das posturas de ideal vazio e morto
Em que a caricatura da alegria jaz

Emerge o olhar, somente o olhar caridoso e radiante
Da força que ama o trabalho edificante:
Eis o estatuto da soberana paz


Autor(es): Carlos Lima

Canciones más vistas de

Canto de Paz en Febrero