Sobre Meus Ombros

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Amanhã quase ninguém mais vai lembrar das promessas e confissões
Noites longas e as ilusões ao redor da fogueira
De manhã, restos jogados pelo chão e de longe aquela impressão
Terá sido real? Não sei... Ou mais uma besteira

Sobre meus ombros eu posso levar
Fardos que talvez não deva mostrar
Não sou escravo, nem santo e tenho segredos
Meus erros e glórias sepultos estão
Em páginas velhas escritas à mão
Versos, medalhas, o peso das eras, escombros
Jazem sobre meus ombros

No final, sem juízo, sem direção
Quem vai junto a mim se lançar
Noutra guerra sem lei, talvez
Ou se entregar de vez
Afinal, quase ninguém vai se importar
Cada um tem suas razões
Mas antes de me condenar digam o que são vocês


Autor(es): Alexandre Marques / Augusto Nogueira / Henrique Papatella / João Pinho