Só Uma Carta

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Estive hoje na casinha que ela morava
Eu não sabia que ela tinha se mudado
Eu esperava meu amor vir me atender
Bati de novo, tudo em silêncio tudo apagado

Mas lá na rua alguém passando me gritou
Está fechada e não mora mais ninguém
Meu coração quase parou eu quis morrer
Por que a morte nesta hora ela não vem

Ainda descrente tornei bater mais vez
Eu fiz a volta e lá nos fundos também bati
Quando a vizinha me chamou pra me entregar
A triste carta que me deixou li e reli

Sentei no poço fiquei olhando tudo arredor
Cheio de magoa olhei na água meu rosto eu vi
Lá no portão quando eu saía
Olhei pra trás parece que a casa
Também sofria como eu sofri

No meu violão aonde eu fui buscar consolo
Pra amenizar a solidão que me arrebata
Eu sofro tanto violão meu companheiro
Fui desprezado e o desprezo quase mata
E nesta noite ou neste dia ou nesta hora
Ela escuta esta canção que eu fiz da carta
Minha resposta resumi numa palavra
Felicidades pra o teu coração ingrata

No meu violão aonde eu fui buscar consolo
Pra amenizar a solidão que me arrebata
Eu sofro tanto violão meu companheiro
Fui desprezado e o desprezo quase mata

E nesta noite ou neste dia ou nesta hora
Ela escuta esta canção que eu fiz da carta
Minha resposta resumi numa palavra
Felicidades pra o teu coração ingrata


Autor(es): Teixeirinha

Las canciones más vistas de

Teixeirinha en Julio