Paulinho Leite

Tempo Itinerante

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Tempo itinerante
(anchieta dali)

O relógio do tempo é coronário
O futuro é um tempo itinerante
O passado é história de gigante
O mais fraco morreu sem calendário
O poder que já fora proletário
Arrogante voraz arrota ao fosso
Se brincar inda pisa no pescoço
De uma raça que esta se degradando
Se eu disser que meu peito esta sangrando
Você diz que é historia de troncoso

De cá mais um tome dois
De cá mais dois tome três
Dois e dois eu somo quatro
Deixo o cinco pra vocês

Quando o tempo se alonga na distância
O algoz ainda mais se distancia
Quanto mais se envelhece a profecia
O mais sábio provinda da infância
Cada qual quer manter sua instância
Muito embora se perca em vaidade
Sem saber dividir sua metade
Não percebe uma parte esta sobrando
Se eu disser que meu peito esta sangrando
Você diz ser um rio de saudade


A natura por bem dá outra chance
Oferece o seio majestoso
Dá por si liberdade cio e gozo
Dá a massa do trigo como lanche
Tudo grátis isento de revanche
É bastante saber aproveitar
Não se engane nem se deixe enganar
Pois o tempo esta lhe observando
Se eu disser que meu peito esta sangrando
O universo pediu pra lhe avisar


Autor(es): Anchieta Dali

Canciones más vistas de