Tentação do Inconveniente

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu falo, mas quando eu falto ninguém me desmente
Por que não digo as coisas levianamente
Morena, com seus requebros, não provoque tanto
Por que a moçada fica um tanto ou quanto
Na tentação do inconveniente

Lá vem o dia
Em que sai uma piada um pouco mais pesada
E a sandália que você castiga cruelmente
Pode servir pra castigar a gente
Lá vem o dia
Em que sai uma piada um pouco mais pesada
E a sandália que você castiga cruelmente
Pode servir pra castigar a gente

Eu falo, mas quando eu falto ninguém me desmente
Por que não digo as coisas levianamente
Morena, com seus requebros, não provoque tanto
Por que a moçada fica um tanto ou quanto
Na tentação do inconveniente

Lá vem o dia
Em que sai uma piada um pouco mais pesada
E a sandália que você castiga cruelmente
Pode servir pra castigar a gente
Lá vem o dia
Em que sai uma piada um pouco mais pesada
E a sandália que você castiga cruelmente
Pode servir pra castigar a gente

E a sandália que você castiga cruelmente
Pode servir pra castigar a gente
E a sandália que você castiga cruelmente
Pode servir pra castigar a gente
Pode,pode pode servir pra castigar a gente
Pode servir pra castigar a gente
Ai, pode servir pra castigar a gente
Pode servir pra castigar a gente


Autor(es): Augusto Mesquita / Manoel Da Conceição

Las canciones más vistas de

Elizeth Cardoso en Septiembre