Te trouxe flores queimadas pra ti dar

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Te trouxe flores queimadas pra ti dar,
Derramei em todas as cinza meu suor,

Flores queimadas não morrem mais,
Guarde no seu relicário essas flores meu amor.

Esqueça o passado,
Faça o mesmo com o presente,
Nem grile por problemas do futuro,
Problemas que não existem,
Que talvez nem existiram.

O tempo que corre escasso pelos dedos,
Que antecipa o fim que salta iluminado da retina,
É o mesmo tempo que nos une e nos separa meu amor.

Trouxe flores pra ti dar,
Que nasceram embaixo do asfalto,
Que se alimentaram de poeira e concreto,
De ventos fortes, de um sol de rachar,

Meus tênis se derreteram no asfalto,
Já passou dos sessenta graus,
As flores se queimaram.

Eu sou igual a essas flores meu amor,
Resisto sem vida no mundo real,
Essa é a maior prova de amor que eu posso te dar.

Eu sei que são cinza de flores,
Mas elas nunca vão murchar.

Esqueça tudo que se foi,
Porque tudo que foi nunca mais voltará.

Eu trouxe flores queimadas pra ti dar,
Elas nunca vão murchar,
É assim o meu amor.

Minha alma em cinzas, mas nunca vai murchar.
É assim o meu amor cheio de flores nas mãos,
É a maior prova meu amor que posso ti dar.


Autor(es): Franklin Emmanuel Da Silva Mano

Canciones más vistas de

Franklin Mano en Enero