Todo Dia É o Fim do Mundo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Não tenha pressa que o fim não é agora
Nem debaixo d'água, nem com meteorito
Não precipito, chego perto do fogo
Pendurado na linha
Do carretel infinito
Eu sou apenas uma tecla do piano
Eu vivo o cotidiano do apocalipse
Porque
Todo dia é o fim do mundo
Todo dia tem que respirar mais fundo
Todo dia é o fim do mundo
Dia vai e vem um outro em seu lugar

Não se apavore, muita calma nessa hora
Cada passo em falso é pura dinamite
Cada momento
Cria um novo limite
E o último instante
É o que virá depois
Nós dois somos uma gota no oceano
Nós dois no cotidiano no apocalipse
Porque
Todo dia é o fim do mundo
Todo dia tem que respirar mais fundo
Todo dia é o fim do mundo
Dia vai e outro vem em seu lugar


Autor(es): Lula Queiroga

Canciones más vistas de

Lula Queiroga en Enero