Topando o Vento

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu ando correndo sem muito motivo
Qual potro xucro topando o vento
Sigo perdido nessa sina antiga
Remoer tristezas e tantos lamentos

Um dia, aos poucos, esse vento finda
Manhã bem linda me trará a paz
Terei um rancho pra regar os sonhos
Que em minha vida deixei para trás

Depois que a porteira foi testemunha
Daquele aceno de trazer saudades
Vivo perdido nessas ventanias
Pelos meus dias, a buscar metades

Quem sabe encontre-as aqui comigo
No verde do campo, que é meu sustento
A alma nublada terá seu abrigo
E um vento amigo varrerá lamentos

Meu rancho silente ainda sente a falta
Do riso claro e grande feito a lua
E na lembrança, guardo o semblante
Emoldurado das saudades tuas

Essa invernia que encaranga a alma
Na noite longa de lembranças dela
Basta a mente pousar na morena
Que meu peito fecha a sua cancela

Depois que a porteira foi testemunha
Daquele aceno de trazer saudades
Vivo perdido nessas ventanias
Pelos meus dias, a buscar metades

Quem sabe encontre-as aqui comigo
No verde do campo que é meu sustento
A alma nublada terá seu abrigo
E um vento amigo varrerá lamentos
E um vento amigo varrerá lamentos...

Las canciones más vistas de

Marcelo Oliveira en Octubre