Tranco da Vanera

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Cheguei cedo neste fandango,
Vim com aquela morena dançar
E por certo esta noite é pequena,
No entrevero vou me aprochegar
Vou dançar o velho bugiu,
Que é cria lá da fronteira
Depois vou bailar a milonga,
E bater o pé numa rancheira


(Refrão)
Toca seu gaiteiro toca,
Toca que é pra eu dançar
Que hoje esta festança,
Vai só até o dia clarear


Hoje eu gasto a sola do bota,
E fico marrom de poeira
Pois já fiquei dono da festa,
Com esta morena faceira
Viro a guampa de canha nos queixos,
E fico especial de primeira
E o gaiteiro se espicha e se encolhe,
No tranco desta vanera

E quando se apaga o candieiro,
E sol já clareia a sala
O galo cantando faceiro,
E eu enrredado no pala
Pego o pingo e preparo os aperos,
E a china no ouvido me fala
Vou contigo pro lado do rancho,
E por certo ninguém nos separa.


Autor(es): Edson Corrêa

Las canciones más vistas de