Tranco De Vida

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Estampa antiga toreando o campo
E os pirilampos pelo o céu das invernadas
De cola atada, tranco de vida
E uma guarida me campeia a madrugada

Chapéu tapeado palmeando a noite
Quero um reponte que se achegue do passado
Busco entonado, pelo caminho
Algum ranchinho, pra "embalá" o corpo apertado.

Ringindo o basto me vou pela inquietude que estou
Campear romance pelas noites de verão
Ronca a cordeona, rumo a canhada
E a estrela Dalva me guiando o coração.

Boca de grota , bem na picada
Chego à aguada, pois assim me fiz fronteiro
Som de pandeiro vai resmungando
E o suor mesclando no sebo de algum candeeiro.

Golpeando a sorte me vou, pois sei no rastro que estou
Morena linda escorada no balcão
Pala no braço, anca de china
Noite que arrima pra um romance no rincão.

Las canciones más vistas de