Tremeu Na Base

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Você tem vontade de ser pinta
Mas não passa de uma mancha
Não pode crescer na canja
Não pode não!
Já dançou em vários fragas de bobeira
E na vadiagem tremeu na base
No meio da malandragem

Pelo jeito que está indo
Tua vida não tem muita escolha
Você pisou na redonda
Sua mina já caiu na folha
E acontece que o bom malandro
Que está com ela é meu camarada
Ele já falou que vai lhe bagunçar
No meio da rapaziada
Pobre rapaz!

Você, tem vontade de ser pinta
Mas não passa de uma mancha
Não pode crescer na canja
Não pode não!
Já dançou em vários flagrantes de bobeira
E na vadiagem tremeu na base
No meio da malandragem

Eu ouvi lá no salgueiro
Um papo que veio de lá da congonha
Você vacilou no morro
E passou a maior vergonha
Eu estava com a rapaziada
Bebendo a gelada no bar dos boêmios
E a conversa que desenrolava
É que a sua cabeça já está à prêmio
Pobre rapaz!

Você, tem vontade de ser pinta
Mas não passa de uma mancha
Não pode crescer na canja
E não pode não! Não pode não!
Já dançou em vários flagrantes de bobeira
E na vadiagem tremeu na base
No meio da malandragem


Autor(es): Quarentinha

Las canciones más vistas de