Tribo dos Kupe-Dyep

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

U–ua Klunã Klocire
Klud Klunã Pecetire
Ao amanhecer será mais um de nós
Você será mais um de nós

Na Serra do Roncador
No cerrado do Araguaia
O sertão, a gruta
E o portal do temor

Das negras asas que gritam: Não!
E dos mistérios da noite
A luz fria da lua cheia
Ilumina o medo na face dos Apinajé
Ilumina o medo na face dos Apinajé

Nos arredores da aldeia
Um perdido caçador
O troféu da tocaia dos lobos
Dos lobos-guará
Que anunciam a abertura do antigo portal
E a revoada dos seres da noite
Com suas asas a ruflar
Ensombrece e quase apagam a luz do luar

Kupe-Dyep, Kupe-Dyep
A tribo dos índios-morcegos
Kupe-Dyep, Kupe-Dyep
Voam os antigos guardiões
Dos bem-guardados segredos
E saem em busca do índio caçador
(Ha heia ha heia ha heia hei!)
Daqui não passarás
Aqui não entrarás
E se entrares
Mais um de nós tu serás
Perdido para sempre
A guardar, a defender
A pedra do antigo portal

Um novo índio-morcego
Ou serás um lobo-guará
Guardião do futuro e passado
Acima do bem e do mal

Kupe-Dyep, Kupe-Dyep
A tribo dos índios-morcegos
Kupe-Dyep, Kupe-Dyep
Voam os antigos guardiões


Autor(es): HUGO LEVY / NEIL ARMSTRONG

Las canciones más vistas de

Boi Caprichoso en Agosto