Última Seresta

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Nesta última seresta
Tenho o coração em festa
Quando devia chorar
Sigo triste por deixar a boêmia
Porém cheio de alegria
Por ela me acompanhar
Digo adeus as serenatas
Aos montes, rios, cascatas
E às noites de luar
Adeus, adeus minha gente
Uma canção diferente
Vai o boêmio cantar

Adeus amigos leais
Que não deixaram jamais
Fazer-me qualquer traição
Vosso amigo vai partir
Mas vai feliz a sorrir
Com ela no coração
Adeus seresta de amor
Adeus boêmio cantor
Perdoa a ingratidão
Pois, para meu novo abrigo
Eu levo apenas comigo
Ela e o meu violão


Autor(es): Adelino Moreira / Sebastião Santos

Las canciones más vistas de