Joca Martins

Tropilha Maragata

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Na missioneira São Borja,
plantada lá na Fronteira,
tem uma tropilha guapa,
uma eguada caborteira
que corcoveia por nada;
mas oigaletê "porquera"!
Tem a picaça Dondoca
que sai escavando toca,
"chacoaiando" o calavera!

Na Tropilha Maragata
quem relinchar "veiaqueia";
e o Júlio que é o proprietário
conhece a parada feia!
Vem de família campeira,
que não se enreda em maneia...
Dizem que foi batizado
no lombo de um aporreado
e até a sua vó gineteia!

Tem a gateada Katurra
que, na gurupa, é um tufão!
No lombo da Vanessinha
quem monta já está no chão!
O pintado Pega Leve...
E a zaina Tequila, então?
No basto oriental é certo!
E a Coral pra o basto aberto
mostra que tem vocação!

Tem a zaina Água Bonita
para animar o rodeio,
a colorada Doutora
que receita um tombo feio,
a gateada Castelhana
que atora o Rio Grande ao meio!
Não sei se acorda amanhã
quem pega a Camburetã
bufando que nem rio cheio!

No rincão dessa tropilha
ninguém respeita cancela,
até o petiço aguateiro
já sai batendo tigela,
as "véia" brigam de foice,
vaca do tambo atropela...
No galpão só tem bandido,
Por qualquer mal-entendido
voa um pela janela!


Autor(es): Fabrício Harden / RODRIGO BAUER

Canciones más vistas de

Joca Martins en Abril