Última Melodia

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Num programa de calouro
Certo dia um jovem louro a cantar candidatou
Seu belo porte, sua voz linda e macia
Naquele dia o auditório conquistou
Ele que antes não passava de um boêmio
Ganhou o primeiro prêmio e a rádio contratou

Conforme o tempo passava
Sua fama aumentava, surgiu a história do amor
E namorando uma linda criatura
Este anjo de candura com ele se casou
Foi tão feliz quando ganhou um filhinho
Que já tinha três aninhos quando a desgraça chegou

Um dia quando deixou
O estúdio onde gravou uma linda melodia
Que o mundo inteiro ia cantar com carinho
Largou a mão do filhinho pra tirar fotografia
E de repente o cantar cai num ataque
Nas rodas de um Cadilac o seu filhinho morria

Sentido ser o culpado
Da morte do filho amado tornou-se um beberrão
E desprezou todas as medalhas e prêmios
E voltou a ser boêmio, deixou o lar na perdição
E quando escuta sua linda melodia
Mais uma taça esvazia pra acalmar seu coração


Autor(es): Braz Hernandez / Goia / Zalo

Las canciones más vistas de

Zilo e Zalo en Noviembre