Ana Larousse

Um Breganejozinho Bonito Ainda Sem Nome

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Pois é, já andei tantas florestas, tantos lares e cidades
Pro meu mundo destravar
Pois eu sempre andei atrás de frestas pra esconder a minha idade
Onde nada irá acabar

Pois é, fui morando em cada trecho disso tudo que eu vejo
É o que dá viver demais
É, fui amando cada coisa
E levando junto as tralhas de quem faz pensar demais

E, nessa de pensar, chorei mentindo que eu era tudo aquilo
Que eu vi em cada lugar
E eu fui caçando dias lindos
E levando junto a mim cada amor, cada pesar

Pois é, fui amando em cada trecho disso tudo que eu vejo
É o que dá viver demais
É, fui morando em cada coisa
E levando junto as tralhas de quem faz pensar demais

E, nessa de pensar, chorei fingindo que aguentava carregar tudo aquilo que amei
E eu me vi cambaleando quando vi que no meu mundo tinha tudo menos eu

E agora, que me dei por tanta gente, me conforto que nem sempre vou poder negar o fim
E agora, me desmancho esquina a esquina, vou polindo as minhas quinas
Pra me reduzir a mim

Pois eu que me dei por tanto sempre me conforto como gente pra deixar lugar pra mim
E eu me desmancho esquina a esquina, vou polindo as minhas quinas
Vou me reduzir a mim


Autor(es): Ana Larousse

Canciones más vistas de

Ana Larousse en Octubre