Joca Martins

Um Certo Tiro de Laço

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Vinha fechando um palheiro sem descuidar do fiador
Quando um boi refugador que tranqueava gavionando
Foi pouco a pouco tenteando querendo o mundo por conta
Facilitaram na ponta e alçou a cola disparando

Levei as tampa num zaino que saltou arrancando grama
Se não se esmaga na cama se dá serviço pra o laço
Foi se encurtando o espaço entre o maula e o cavalo
Pra honrar o pago que falo só me restava meu braço

E assim a toda a carreira eu armei o quatro tentos
Firmando meu pensamento no terreno e no alambrado
Se ele salta pro outro lado nunca mais que nos topamos
Que vergonha pra um "paysano" uma tropa faltando gado

Já quase em riba da cerca empurrei o doze braças
Que cerrou justo nas aspas quando o boi ia no ar
Pra aprender a não refugar guasqueou de volta de lombo
Pois quando o destino é um tombo se pensa pra disparar

Quem não quiser acreditar por mim que não acredite
Mas que nunca facilite um boi gavião e matreiro
Nem sempre o pulso é certeiro e o pingo é solto de pata
E tem laço que se desata com fama de macegueiro

Canciones más vistas de

Joca Martins en Abril