Um Poeta Nunca Morre

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Onde tantos olham e não veem nada
Um poeta sempre de alma enamorada
Dá um jeitinho e vai longe buscar
O nome dela na petala de uma flor
No mais alto pedestal o seu amor
O importantante é nunca deixar de amar.

Ele arranca palavras do fundo do coração
E encontra numa humilde abelha a solução
Pedindo a ela pra levar o seu recado
Tambem entristece se a abelha não volta
Mas o amor não deixa a tristeza virar revolta
E faz ele lembrar que é um eterno apaixonado.

Fala com as flores e a lua lhe responde
A lagrima é uma verdade que ele não esconde
Beija os pés da "mulher" a sua doce amada
E a sua ternura sempre ultrapassa o seu limite
Mas esboça um sorriso mesmo quando está triste
Porque só o amor é a sua meta almejada.

Eu acredito que um poeta nunca morre
Porque DEUS que é sabio lhe socorre
Por saber da sublime intenção de todo dia
Imagine a suave brisa vasculhando emoções
Assim é esse poeta acariciando corações
Porque sabe a falta que lhes faz a poesia.

Canciones más vistas de