Vento da Noite

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Noite comprida, vou caminhando, rua deserta
Noite de trevas, nuvens escuras, lua encoberta
Passos perdidos, pedras que ferem, trilhas incertas
Sonho impedido, peito ferido, chagas abertas

Vento da noite bate em meu rosto, rosto molhado
Dor insistente, lágrima quente, vento gelado
Ah, se pudesse secar por dentro pranto trancado
Grito que clama, dor de quem ama sem ser amado
Grito que clama, dor de quem ama sem ser amado

Vento da noite bate em meu rosto, rosto molhado
Dor insistente, lágrima quente, vento gelado
Ah, se pudesse secar por dentro pranto trancado
Grito que clama, dor de quem ama sem ser amado
Grito que clama, dor de quem ama sem ser amado


Autor(es): Campos Sales / Pedro Ornellas

Canciones más vistas de