Helena de Lima

Vestida de Adeus

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Vinha coberta de sonho
Vinha vestida de adeus
Tinha um amor que não ponho
Nem mesmo onde vive Deus

Mas nos meus olhos havia
Certeza dos olhos seus
Cedo ou mais tarde acharia
Você para os dias meus

Foi minha estrada, esperança
É minha volta, saudade
Quem tudo quer não alcança
O bem que nasceu da verdade

Dessa verdade madura
Dessa verdade que diz
Ninguém tem vida pura
Fazendo alguém infeliz

Foi minha estrada, esperança
É minha volta, saudade
Quem tudo quer não alcança
O bem que nasceu da verdade

Dessa verdade madura
Dessa verdade que diz
Ninguém tem vida pura
Fazendo alguém infeliz
Ninguém tem vida pura
Fazendo alguém infeliz


Autor(es): Luis Antônio

Canciones más vistas de

Helena de Lima en Agosto