Velho do Restelo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Hoje eu tive um certo pesadelo com o velho do restelo
Que queria me pegar
Falou pra eu tomar muito cuidado com o mar não navegado
Eu podia naufraga
Alertou a minha desobediência a quase inocência
Que eu tenho pra cantar
Eu sei que esse velho não é bobo mesmo
Assim eu sigo em frente sem medo de errar

Abre a porta da frente, deixa ela entrar
A menina que canta o amor
Protegida de Iemanjá
Espelho d'agua olhos do mar
só ouve coisa bonita
A menina de Iemanjá

A mentira, a fumaça, a carcaça
Tudo isso vira massa com data pra acabar
Um velho é um gigante adormecido
E mesmo com ele caído, eu não posso vacilar
E por isso eu vou buscar a proteção
com a batida e oração lá no canto de Iemanjá

Eu sei que esse velho não é bobo mesmo assim
Eu sigo em frente sem medo de errar

Abre a porta da frente, deixa ela entrar
A menina que canta o amor
Protegida de Iemanjá
Espelho d'agua olhos do mar
só ouve coisa bonita
A menina de Iemanjá


Autor(es): Luiza Possi / Nelsinho Botega

Las canciones más vistas de

Luiza Possi en Septiembre