Almôndegas

Vento Negro

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Onde a terra começar
Vento negro, gente eu sou
Onde a terra terminar
Vento negro eu sou

Quem me ouve vai contar
Quero luta, querra não
Erguer bandeiras sem matar
Vento negro é furacão

Com a vida, o tempo, a trilha, o sol
Um vento forte, se erguerá
Arrastando o que houver no chão
Vento negro, campo afora, vai correr
Quem vai embora, tem que saber, é viração

Nos montes, vales, que venci
No coração da mata virgem
Meu canto, eu sei, há de se ouvir
Em todo meu país

Não creio em paz sem divisão
De tanto amor que eu espalhei
Em cada céu, em cada chão
Minha alma lá deixei

Com a vida, o tempo, a trilha, o sol
Um vento forte, se erguerá
arrastando o que houver no chão
Vento negro, campo afora, vai correr
Quem vai embora, tem que saber, é viração
Quem vai embora tem que saber, é viração
Quem vai embora tem que saber... é viraçãhhhhho
Ahhhhhhh, ahhhhhhh, ahhhhhhh, ahhhhhhh
Ahhhhhhh, ahhhhhhh, ahhhhhhh, ahhhhhhh


Autor(es): Jose Fogaça