Violinha Barulhenta

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Há muitos anos atrás esta viola comprei
Esta viola me deu sorte quando nela encostei
Tudo que eu tenho na vida com a viola ganhei
Muitas mocinhas bonitas com a viola eu conquistei
Eu não quero ser gabola consegui com esta viola
Tudo aquilo que eu sonhei

No começo da carreira meu pai e minha mãe me disse
Meu filho tome cuidado ser artista é difícil
Encontrei muitas barreiras cantando fiz que caísse
Hoje cantando alegro meu pai e mãe na velhice
A Senhora Aparecida iluminou a minha vida
Fazendo que eu subisse

Nesta viola de pinho sempre bem acompanhado
No Brasil de ponta a ponta vivemos de braço dado
Esta viola me deu tudo já não sou mais empregado
Com ela eu descobri o tesouro encantado
Violinha barulhenta minha grande ferramenta
Que conforto tem me dado

Sou um canário da terra, o rádio é minha gaiola
Onde nós canta contente não tem nada que me amola
Quando eu entro no catira deixo marca da sola
Meu pai já foi catireiro e eu recebi boa escola
o nosso Brasil é grande é nele que nós se expande no braço desta viola

Eu canto desde pequeno junto com meu companheiro
Tivemos a mesma sorte somos dois irmãos violeiros
Nossa viola tá tinindo de janeiro a janeiro
Viajando pra tudo lado e ganhando muito dinheiro
É por isso que eu falo quem canta de graça é galo
E morre pobre no terreiro


Autor(es): Jacozinho / Lourival dos Santos

Las canciones más vistas de

Jacó e Jacozinho en Noviembre