Carminho

Vou-Te Contar

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Vem, vou-te contar
Por dentro dos meus sonhos
Como que uma aurora
Chegou de longe e veio p'ra me ver
Que envergonhada eu fui e agora

Vem, vou-te contar
Atravessou os meus versos, fez-se luz
Beijou-me as mãos
Deixou-me o seu perfume
Negro lume a entrançar
Bem devagar
As linhas leves da minh' alma
Folhas da minh' alma
Versos só de calma
E fez lugar do que era meu
E rescreveu, qual mão de Deus
As pedras que eram dor no meu caminho
E eu cega de paixão e de desejo
Dei-lhe um beijo sem querer

Parou o tempo aqui na minha boca
E, meu amor, que aconteceu
Que tudo o que foi nosso
à frase rouca de um adeus em ti morreu?
Então olha os meus olhos
E hoje vem, vou-te contar