Vulcão Da Liberdade/faraó Divindade Do Egito/uma História De Ifá (Eleg

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Vulcão da Liberdade

O brilho despertou...
A terra se abriu
No turbilhão do povo
fenômeno surgiu

Saia de baixo meu bem
Lá vem o vulcão da liberdade
Com as suas labaredas
Vem tremendo a cidade
Dá-lhe
Dá-lhe, dá-lhe, ê
o vulcão é um rei
Dá-lhe, dá-lhe, ê

Pra mostrar que já estamos na era
De lutar pela nossa razão
Combater a pobreza, a miséria
Do mundo vermelho tição
O vulcão que é filho da terra
E a terra tem seu valor
Quando a tristeza te afaga
Derramas lavas de amor

Encontrar os limites na busca
Cara a cara
E também olho a olho
Impondo a bandeira do sim
Tendo a certeza
E a coragem de um povo

///

Faraó Divindade do Egito

Deuses!
Divindade infinita do universo
Predominante
Esquema Mitológico
A ênfase do espírito original
Exu!
Formará
No Eden um novo cósmico...

A Emersão!
Nem Osíris sabe
Como aconteceu
A Emersão!
Nem Osíris sabe
Como aconteceu...

A Ordem ou submissão
Do olho seu
Transformou-se
Na verdadeira humanidade...

Epopéia!
Do código de Gerbi
Eu falei Nuti
E Nuti!
Gerou as estrelas...

Osiris!
Proclamou matrimônio com Isis
E o mal Seth
Hiradu assassinou
Impera-ar
Horus levando avante
A vingança do pai
Derrotando o império
Do mal Seth
Ao grito da vitória
Que nos satisfaz...

Cadê?
Tutacamom
Hei Gize!
Akhaenaton
Hei Gize!
Tutacamom
Hei Gize!
Akhaenaton...

Eu falei Faraó
Êeeeeh Faraó!
É!
Eu clamo Olodum Pelourinho
Êeeeeh Faraó!
É!
Pirâmide da paz e do Egito
Êeeeeh Faraó!
É!
Eu clamo Olodum Pelourinho
Êeeeeh Faraó!

É!
Que Mara Mara
Maravilha Êh!
Egito, Egito Êh!
É!
Que Mara Mara
Maravilha Êh!
Egito, Egito Êh!
Faraó ó ó ó Ó!
Faraó ó ó ó Ó!

Hum! Pelourinho
Uma pequena comunidade
Que porém Olodum um dia
Em laço de confraternidade
Despertai-vos
Para cultura Egípcia
No Brasil
Em vez de cabelos trançados
Veremos turbantes
De Tutacamom...

E nas cabeças
Enchei-se de liberdade
O povo negro pede igualdade
Deixando de lado
As separações...

Cadê?
Tutacamom
Hei Gize!
Akhaenaton
Hei Gize!
Tutacamom
Hei Gize!
Akhaenaton...

Eu falei Faraó!
Êeeeeh Faraó!
É!
Eu clamo Olodum Pelourinho
Êeeeeh Faraó!
É!
Pirâmide da paz e do Egito
Êeeeeh Faraó!
É!
Eu clamo Olodum Pelourinho
Êeeeeh Faraó!

É!
Que Mara Mara
Maravilha Êh!
Egito, Egito Êh!
Egito, Egito Êh!
É!
Que Mara Mara
Maravilha Êh!
Egito, Egito Êh!
Egito Egito Ê
Faraó ó ó ó Ó!
Faraó ó ó ó Ó!
Faraó ó ó ó Ó!
Faraó ó ó ó Ó!
Faraó ó ó ó Ó!
Faraó ó ó ó Ó!

//////

Uma História de Ifá(Elegibo)

Elegibo, cidade encantada
Elegibo, sua majestade real
Araketu ritual do Camdomblé
Exalta as cidades de Guetho e Sapé
Ferido ficou-se o homem
Utilizando seus poderes
Passaram-se anos difíceis
Sofreram muitos seres
Os vassalos ficaram sem pasto,
A fauna e a flora não brotavam mais
As mulheres ficaram estéreis
A flor do seu sexo não se abrirá jamais,
Ele, Ele

Ele, Ele, Elegibo
Elegibo, Elegibo Ele, Ele
Ele, Ele, Elegibo
Elegibo, Elegibo
Cidade florescente (Elegibo)
Cidade reluzente (Elegibo)

Os guerreiros lutaram entre si
Com golpes de vara, era o ritual
Durante várias horas
Travou-se batalhas entre o bem e o mal
Depois retornaram com o rei
Para a floresta sagrada
Onde comeram a massa
De inhame bem passada
Onde será comida por todos os seus
Negros homens em comunhão com Deus
Ele, Ele

Ele, Ele, Elegibo
Elegibo, Elegibo Ele, Ele
Ele, Ele, Elegibo
Elegibo, Elegibo
Cidade florescente (Elegibo)
Cidade reluzente (Elegibo)

Elegibo, cidade encantada
Elegibo, sua majestade real
Araketu ritual do Camdomblé
Exalta as cidades de Guetho e Sapé
Ferido ficou-se o homem
Utilizando seus poderes
Passaram-se anos difíceis
Sofreram muitos seres
Os vassalos ficaram sem pasto,
A fauna e a flora não brotavam mais
As mulheres ficaram estéreis
A flor do seu sexo não se abrirá jamais,
Ele, Ele

Ele, Ele, Elegibo
Elegibo, Elegibo Ele, Ele
Ele, Ele, Elegibo
Elegibo, Elegibo
Cidade florescente (Elegibo)
Cidade reluzente (Elegibo)

Las canciones más vistas de

Daniela Mercury en Noviembre