Belo

Lugarzinho

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Salve salve meu parceiro Belo
Salve salve professor Zeca Pagodinho
Vamo mandar aquele alô pro nosso povo brasileiro do fundo do coração
Com muito amor e carinho

Quanta gente sonha em encontrar um lugarzinho ao sol
E falha
Bate mais apanha e não tem sequer nenhum lençol
Que valha

Tem fome de doer, sede de engasgar
Mas não quer se perder
Porque o cara lá de cima vai saber, e se decepcionar
Eu quero mais pros meus, não custa ajudar
Avisa pros ateus que Deus 'tá pra chegar
Pra separar os Seus

Abre o coração e fecha na corrente
Nossa obrigação é espalhar a paz
Todo dia uma criança sorridente (sorridente)
Nasce com o poder de ter e ser capaz
Um cantinho, uma caminha quente
Um beijinho, abraço e leite pra tomar
Pisa forte no leão e na serpente
Diz aquele livro grosso e milenar

Aí água nos olhos, pé no chão
? Sou mega peça na multidão
Que peca pela pressa, pouca informação
Hoje resta um lampejo de alegria
Tipo um beijo, uma utopia
Um voo livre, uma celebração
A essência do vazio, o pão
Inconsciente a gente como é urgente essa comunhão
Deus é todo mundo quando todo mundo é um
No comum, teologia da libertação
Aí, por quantos espinho eu passei só eu sei
Infernos vi, tanto revés
Não barra mais, mas ? o amor como lei, concordei
O valor revela quem és
Mil cairão, não cairei
Resisto em vez, ergo, Rei, João 10:10 (João 10:10)
Da mãe ao frei, da mãe ao bem
Que alcança todas as fés

Eu quero mais pros meus, não custa ajudar (não custa ajudar, mano)
Avisa pros ateus, que Deus 'tá pra chegar
Pra separar os Seus

Abre o coração e fecha na corrente (fecha na corrente)
Nossa obrigação é espalhar a paz (espalhar a paz)
Todo dia uma criança sorridente (Coração aberto pra um mundo melhor)
Nasce com o poder de ter e ser capaz (Vamo lutar por elas)
Um cantinho, uma caminha quente (ê, que beleza!)
(Pra todo mundo, certo?) com beijinho, abraço e leite pra tomar
(Isso ai, dormir de barriguinha cheia)
Pisa forte no leão e na serpente (Aquele papo reto, mesmo)
Diz aquele livro grosso e milenar
Um cantinho, uma caminha quente (ê, que beleza!)
Com beijinho, abraço e leite pra tomar
Pisa forte no leão e na serpente
Diz aquele livro grosso e milenar (valeu Belo, valeu Zeca)

Quanta gente sonha em encontrar um lugarzinho ao sol (tamo junto, a rua é noiz)
E falha
Paz


Autor(es): WILSON RODRIGUES