Joan Manuel Serrat

Minhas gaivotas

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Brincando ontem meio nu, pela areia,
minha infância pouco a pouco vi passar,
ela fugiu sem que eu me desse conta,
sonhando com voar.

Ir brincando com o vento,
além sobre a agua um momento.
Viver sonhando, à beira do mar,
junto as rochas,
um dia aprendi a voar,
aprendí a voar
como as minhas gaivotas.

E fugi longe dali
aquele dia,
sem olhar para trás julguei
que nunca mais voltaria.

Encontrei um cardo, uma flor,
um sonho, um amor, uma tristeza,
fui sozinho e logo fomos dois,
um beijo, um adeus, todo começa.

Outra canção, outra ilusão, outras coisas,
e farto já de andar
voltei a procurar
as minhas gaivotas.

E não as vi, elas também se foram
desse lugar que um dia nos juntou,
fiquei sozinho buscando na areia,
a infância que já passou.

Elas não hão de voltar mais,
elas a deixaram para trás,
debaixo da areia, à beira do mar,
ao lado das rochas
que não sabem voar,
que não sabem voar
como as minhas gaivotas.

E assim vou, mais triste vou
que nesse dia,
quando sem olhar para trás julguei
que nunca mais voltaria.


Autor(es): Joan Manuel Serrat

Canciones más vistas de