Caruso

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Aqui onde o mar brilha
E sopra forte o vento
Sobre um velho terraço
Em frente ao golfo de Surriento
Um homem abraça uma garota
Depois de ter chorado
Depois clareou-se avoz
E recomeça o canto

Te quero muito bem
Mas tanto tanto bem, sabes?
É uma correia
Que já dissolve o sangue
Dentro das veias


Viu as luzes no meio do mar
Pensou nas noites lá na América
Mas eram só as lâmpadas
E a branca faixa de uma hélice
Escuta a dor da música
Se levantar do piano
Mas quando viu a lua
Sair de uma nuvem
Pareceu-lhe mais doce também a morte
Olhou nos nos olhos da garota
Aqueles olhos verdes como o mar
Depois, de improviso saiu uma lágrima
E ele acredira de afogar

Potência na lírica
Onde o drama é uma mentira
Que com um pouco de maquiagem
E com a mímica
Pode tornar-se um outro
Mas dois olhos que te olham
Assim juntos e frios
Te fazem esquecer as palavras
Confundem os os pensamentos
Assim torna tudo pequeno
Também as noites lá na América
Mes se é a vida que termina
Mas ele não pensa tanto
Pelo contrário se sentia já feliz
E recomeçou seu canto


Autor(es): Lucio Dalla

Las canciones más vistas de

Lucio Dalla en Diciembre