Luiz Tatit

A Banda de Cá e o Bando de Lá

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

A banda de cá vai sair daqui a pouquinho
Assim que tiver melhorado o estado geral
Das baquetas, das cordas e dos metais
Que amanheceram doloridos
Mas que já se recuperam
E esperam estar de volta
Quando o bando de lá
For passar, for passar, for passar
Ele também vai desfilar
(O bando de lá é uma sensação)

O bando de lá é de fato atraente
Ele tem um balanço tão firme
Um teclado, uns pedais, uns tontons , umas caixas
De cair o queixo da banda de cá
Ela fica deslumbrada
E se contenta em que o bando de lá
Venha vê-la desfilar, desfilar, desfilar
Ela sabe conquistar
(A banda de cá e irresistível!)

Sabendo das coisas e fazendo questão de mostrar
(Exibida)
A banda de cá, com toda a elegância
Levanta os pedestais
(Que demais! Que demais!)
E sai evocando o seu santo:
"Banda do sargento Pimenta!"

Abrindo passagem, com os sopros de um furacão
(Pervertido)
O bando de lá vira um bando de louco
E sai atrás
(Vai pegar, vai pegar)
E sai evocando o seu santo:
"Bando da Lua"

Num plano tão alto não da pra se ter decisão
(Sinto muito)
A banda vem pra cá, o bando pra lá
E fica como está
Até uma próxima vez
Não se sabe
Talvez
Qualquer dia...


Autor(es): Luiz Tatit