Marcos Ferreira

A Flor

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Em teu jardim perfumado
Nasceu uma flor tão diferente daquelas que havia plantado
Não tinha beleza nem requinte
Não era rica nem charmosamente elegante
Foi colocada pelo pássaro viajante
Que deixou a semente

Você se apaixonou pela singela flor
Que nada tinha a te oferecer
Senão o amor de sua pétala perfumada
Mas você não regava
Pois só estava ali quando você precisava
E a chuva era quem sempre molhava

Mas um dia a chuva deixou de cair
E a seca transformou tudo ao redor
O jardim morrendo e você não notava
Resistiram as mais fortes quando a chuva voltou
Mas a plantinha tão frágil murchou
Quando você a segurou em tuas mãos

Desesperada você tentou regar
Vários dias sem parar
Mas a plantinha morta não conseguiu voltar
Durante meses você chorou sem parar
A saudade não conseguia te deixar
Mas como tudo um dia também irá passar

Quando a saudade deixou o jardim
Uma nova semente surgiu em tuas mãos
Mais uma para você plantar
Talvez agora você tenha aprendido
Que a flor no outono também é preciso regar
Para que cada primavera ela possa novamente brotar

Você olhou para o céu azul
E para o jardim florido e perfumado
Mas você lembrou daquela flor
Que te acompanhava mesmo sem ser amado
Agora você sabe tudo que tinha
Do pouco que por você deixou de ser cultivado

Ficou a lição em simples palavras
Que só aprendemos quando perdemos:
Que amor é esse que te abandona
Quando você não tem algo mais a oferecer?
Estará lá sempre que você precisar
Mas em algum momento de você também precisará


Autor(es): Marcos A.F.Cardoso

Canciones más vistas de