Alimento

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

De longe vejo gente,
Qual deles tem verdade
No olhar? No agir?

Que tantos se oferecem,
Mas poucos dão de fato
Atenção sem boa razão

Mas cada um sabe entregar
Um mundo inteiro ao que possa transformar
O mundo inteiro em seu próprio umbigo

Vem aqui, devo clamar
Me dá seu dizer, me olha no olhar
Aprende a respeitar o teu igual
A devolver palavra e gesto ao outro ser
Ao outro ser
Aprende, aprende a ser homem

E todos somos homens
Além de nossas vestes
Cuida pra dar como quer ter

Respeito é o alimento
Que preza pelo todo
Precede o amor, concede a paz


Autor(es): Bernardo Do Espinhaço

Las canciones más vistas de