ALCAminhopradetruição

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

No deserto da miséria solitária,
ta sendo condenada a plenitude da vitória,
num mar de lama derrotas na travessia,
tudo destruido o quanto mais distante eu via.
Tem o mal na vida real dando tiro na rua atropelando criança,
a opressão devastando e tirando das mães a esperança
de verem seus filhos nas quebradas de cabeça erguida,
perdidos sem saber que a escola é uma saída.
Vivemos o apartheid na nossa amada terra latina,
nos dentes do primeiro mundo ouro e platina,
nos nossos a resina das bezetacil,
no terceiro mundo no resumo do Brasil,
vai! Chama todo mundo numa R pra somar,
porque o sub-comandante insurgente vai falar…

"Meu nome é Marcos, sob comandante Marcos, inteligencia militar do Exército Zapatista de Libertação Nacional"!!!

ALCAminho pra destruição ALCAminhopradestruição
ALCAminhopradestruição Que porra é essa meu povo não merece!
ALCAminho pra destruição ALCAminhopradestruição
ALCAminhopradestruição Que porra é essa meu povo não merece!

Reis da opressão, da exploração, da ofença, da humilhação,
da exclusão, da ciência , da discriminação,
cauculando numa R do G8 nossos corpos,
nos fazendo coleção de fatos mortos,
que o Tio San mostra com orgulho a suas crianças,
dizendo que aqui foi tomado e que nossa mão de obra ganharam de herança,
o inimigo tem e mil faces e dança comforme a dança
é diferente da nossa cartilha o estilo deles na militancia.
Porque podemos ser bem melhores que ja somos,
nós sabemos que felicidade não compramos,
dispresam a simplisidade nas rugas do rusto de um José, cada dente podre mais leal assim que é!
Navis, avioês, tanques, consagra o homen,
e transforma o outro em monstro quando esta com fome,
Aréa de Livre Comèrcio das Américas,
sera reduto de famintos e pessoas estéricas.

ALCAminho pra destruição ALCAminhopradestruição
ALCAminhopradestruição Que porra é essa meu povo não merece!
ALCAminho pra destruição ALCAminhopradestruição
ALCAminhopradestruição Que porra é essa meu povo não merece!

"Nós somos uma organização de indígenas, indígenas de Chiapas, um povo sutil" (sub comandante)………

Alegra meu senhor o cantador das mazélas,
traz paz e amor pra nós e um canhão se for na guerra,
daqui lá no Iraque os Taliban é só os fortes,
nas missões lealdade, fidelidade até a morte,
não podemos deixar os Yankes aqui plantar semente,
colhendo nas cadeias quem pra nós é inoscente,
guspindo no pé do zé que veio de pé la do sertão,
humilhando mães de família na porta da prisão,
trouxeram uns troféus, aplaudiram nosso esporte,
não investiram na cultura, são milhões de carros fortes,
não podemos nos sugeitar a esse tipo de situação,
soberania sim! ALCA não!

ALCAminho pra destruição ALCAminhopradestruição
ALCAminhopradestruição Que porra é essa meu povo não merece!
ALCAminho pra destruição ALCAminhopradestruição
ALCAminhopradestruição Que porra é essa meu povo não merece!

Canciones más vistas de

A Familia en Enero