Além das Ruinas

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Nações contaminadas a humanidade rumo ao abismo
Perversidade crescente, a fome virou ódio.
Na boca dos poderosos mora a violência
Traduzida em palavras de vaidade
É uma guerra.
O homem se colocando acima de Deus,
Os caminhos dos perversos, parecendo certos aos seus olhos

Quero que veja além das ruínas
Não fique cego com tanta poeira
Abra os olhos caminhe reto

Quero que veja além das ruínas
Não vague entre dois pensamentos, siga a verdade.
Ou esteja preparado para o dia das dores.

Muitos impérios caíram porque os homens se encheram de si
O desejo de sangue cresce em busca de seus interesses,
PODER, GENOCÍDIO, TERRITÓRIOS.

O que resta são lagrimas de famílias destruídas,
Contagens de corpos e ruínas.
Devemos derrubar o altar do egocentrismo
Devemos reerguer nossas casas
Construí-las em rochas e não em areia
Devemos olhar além como águias

Cai pedra, cai muralha, na espada o inimigo.
Sai da frente ou então ele esmaga.

Canciones más vistas de