Carminho

Andorinha

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Que foges do meu beiral
Logo vejo que afinal
Não há primavera em mim
Ó andorinha
Porquê de tanta viagem
Porque não fazes paragem
No meu outono sem fim

Andorinha
Talvez tu tenhas razão
O que refaz o coração
É a memória das flores
Andorinha
Dás-me a ideia que o passado
Não é útil nem amado
Por quem só viaja assim

Ó andorinha
Sabes bem o chegar tarde
E o buscar a eternidade
Tal como ela não tem fim
Andorinha
Talvez tu tenhas razão
O que refaz o coração
É a memória das flores
Andorinha
Talvez tu tenhas razão
O que refaz o coração
É a memória das flores