Amália Rodrigues

Antigamente


Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Antigamente, era coito a Mouraria
Daquela gente
Condenada à revelia
E o fado ameno
Canção das mais portuguesas
Era o veneno
Pra lhes matar as tristezas

E a Mouraria
Mãe do fado doutras eras
Que foi ninho de Severas
Que foi bairro turbulento
Perdeu agora
Todo o aspecto de galeria
Está mais limpa, está mais séria
Mais fadista cem por cento

Adeus tipóias
Com pilecas e viseiras
Adeus rambóias
E cafés de camareiras
Nada mais resta
Da moirama que deu brado
Do que a funesta
Lembrança do seu passado

E a Mouraria
Que perdeu em tempos idos
A nobreza dos sentidos
E o poder de uma virtude
Salvou ainda
Toda a graça que ela tinha
Agarrada à capelinha
Da Senhora da Saúde

Antigamente de Amália Rodrigues

Esta canción aparece en 22 discos


Amália la Reina del Fado
2015

Amalia Rodrigues Eterna
2015

Amália Rodrigues, La reine du fado (Mono Version)
2014

Amália Rodrigues, Rainha do Fado (Mono Version)
2014

Amália Rodrigues, Queen of the Fado (Mono Version)
2014

30 Tracks of Amalia Rodrigues (Mono Version)
2014

Antigamente - Single
2014

O Melhor, Vol. 1
2013

Amália Rodrigues 1945-1957 (A alma do país)
2012

Sus Mejores Éxitos, Vol. 1
2012

Amália Rodrigues - 40 Greatest Hits
2012

The Queen of Fado
2011

Fado Alfacinha
2011

Amalia Rodrigues (Best of Fado)
2011

Amália Rodrigues - Fado
2010

Fado
2010

Amália Rodrigues - Antologia
2010

Vintage Music No. 65 - LP: Amália Rodigues
2010

Vou Dar de Beber à Dor
1992

Vintage World Nº 40 - EPs Collectors "Cabeça De Vento"
1957

Fallaste Corazon (Mono Version)
1955

Ai Mouraria (1945 - 1960)
1945
Ver todos los discos

Canciones más vistas de