Canção Nativa

Amor Apartado

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


O Sol vai a trote levando com ele um resto de tarde
É mais este dia que eu passo solito campeando lembranças
Parece que a noite trazendo o silêncio aumenta a saudade
E o tempo não passa no rancho em que vivo com pouca esperança

Já sei que esta noite vai ser o retrato da noite passada
Porque permanecem os olhos cansados distantes do sono
Desespero brota na ausência e se arrasta pela madrugada
E a vida amanhece atirada com a cara de rancho sem dono

Quem sabe pareça sinal de fraqueza viver embretado
Apartando sonhos na longa estrada da minha ilusão
Porém pra quem sente a realidade de um amor apartado
Um grande acalanto é a força infinita da imaginação

Lá fora o mundo além da porteira é grande demais
E a vida oferece uma chance maior pra ter felicidade
Mas mesmo vivendo solito, daqui eu não saio jamais
Porque já me basta o mundo imenso da minha saudade

Espero que o tempo coloque um cabresto no meu sentimento
E que dê pra ela somente a quantia que ela mereça
Não quero esquecer se é dessas lembranças que eu me sustento
Pois quem teve amor e amou de verdade duvido que esqueça


Autor(es): Adilson Serra / Dionisio Costa

Canciones más vistas de

Canção Nativa en Agosto