Eterno retorno

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Corram em praça pública
Um proclama
Atirem pedra joguem lama
Até me verem transpassar de dor
Gritem que eu traí, que sou culpado
Que sou réu de ter matado
Mais um grande amor

Eu mesmo sangrando
Amor desfeito
Hei de arrancar dentro do peito
As rubras rosas da separação
Com que acarpetar a caminhada
Dessa nova grande amada
Do meu coração

Vai, triste mulher, trágica mulher
Sai do meu caminho
Deixa-me sozinho
Eu já não te quero mais
Deixa-me sofrer em paz
Vejo outra mulher
Surgir da bruma
Enquanto a noite se desfaz


Autor(es): Vinícius de Moraes, Vicente Barreto

Las canciones más vistas de

Vicente Barreto en Diciembre