Fabio Soares

Ao Bailar de Dois Olhares

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Tenho nos olhos um semblante faceiro
Tão prisioneiro a outro moreno olhar
Que me encantou ao desprender-se de sua dona
Buscando um catre para se aconchegar

É no bailar de dois olhares tão singelos
Que nascem elos tão duros de se quebrar
Pois um amor que tem a vida num luzeiro
Só se termina quando ele se apagar

Vai sereno meu olhar,
És tão belo a bailar
Segue bailando prisioneiro a esta linda
Toda razão do teu constante brilhar
Pois dóI na alma sentir a tua tristeza
Tendo no rosto uma lágrima a rolar

Na inverna em que busquei o teu olhar
Por muitas vezes pastoreei sonhos acordado
Sem um caminho madrinheiro pra seguir
Cevando mates me parei acomodado

Foi quando o amargo pareceu ficar tão doce
Minhas retinas se alongaram tão serena
Mirando aquela linda primavera
A florescer do teu olhar minha morena

E sereno teu olhar
Veio ao meu encontrar
Bailando doce e nas meninas um sorriso
Que pareciam tua alma me entregar
Por isso linda este semblante faceiro
Figurado no brilho de meu olhar


Autor(es): Fábio Soares

Canciones más vistas de

Fabio Soares en Mayo