Auto-biografia de Uma Moeda

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Um dia com boa intenção eu fui criado
Com poucas notas eu se comprava um bocado
Carros, fogões, geladeiras, televisões
Todos queriam me ter no bolso

Mas a economia entrou em parafuso
Cada dia que passava eu perdia minha força
Aumentava o volume no meu uso

Num mês precisava de centenas de cruzeiros
Pra comprar uma televisão
No outro eram centenas de milhares
E depois chegou a um milhão

Com um cruzeiro como eu não se comprava nem um fósforo
Ninguém mais queria me ter no bolso
Cada dia eu valia menos, não sabiam o que fazer
Corriam a me aplicar no Open, Over

Até que um dia fui aposentado
Substituído por um tal cruzado
Fui juntar-me aos réis e aos tostões
Sou uma página do passado