Arqui-inimigo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Foi num piscar de olhos que a vida passou
Contemplo os meus maiores erros
Fui o grande mal que me cegou
Meu ego, meu arqui-inimigo

Sopra o vento que percorre um mundo tão hostil
Constante luta pra torná-lo livre, belo e acolhedor
Sei que haverá uma saída
Entre a ascensão e a queda me encontrei
Toda vez que eu cair
E me faltarem forças pra levantar
Sempre haverá saída

Na selva escura me perdi
Os mais terríveis monstros enfrentei
Olhei pro alto e avistei um monte repleto de luz
Foi longa a escalada mas no fim, do topo, pude sentir
Dentro de mim eu sei que haverá uma saída
Expondo as minhas cicatrizes sem rancor
Permito que o sonho me acolha abraço firme a minha fé
Sempre haverá saída sempre haverá

Sentirei falta do meu lar se estrada
Me alcançar e o medo me envolver?
Só eu saberei onde encontrar abrigo dentro do meu ser
Sentir mais leve o ar que eu respiro
Sentir mais leve o ar
Sei que haverá uma saída

Confortável segurança de voltar
Pra casa e encontrar descanso entre um abraço de mãe
Sempre haverá
Sei que haverá uma saída
Se as ações forem guiadas pelo amor
Toda vez que eu lembrar de tudo que deixei pra trás
Sempre haverá saída
Sempre haverá.


Autor(es): Gui Ouriques / Gustavo Salles / Juliano Jover / Tiago Garcia

Canciones más vistas de

Display en Enero