Marcos Ferreira

A Última Chance

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Todos os dias a chance te bate a porta e te pede para entrar
Vem pelo sorriso, vem no jeito de amar
Mas teu ego te ama tanto que você só consegue se enxergar
Todos os dias a chance vem te buscar
Pra te levar para o paraíso que está em todo lugar
Mas você ama o teu mundinho que um dia irá te cansar
Todos os dias a chance te pede pra entrar e logo hoje você pensa
Hoje vou deixar entrar pra brincar com meu ego mas não vou deixar ficar
Eu não faço amor com o espelho, preciso de alguém pra amar
Eu não choro sozinho, preciso de um ombro pra chorar
Eu tenho medo do mundo lá fora, preciso de alguém pra me ajudar
E a porta se abre e no chão está um anjo sentado a chorar
Suas asas feridas não lhe deixam voar
Anjos são como pássaros, também precisam do galho pra pousar
E do amor para amar
Você sai lá pra fora e vai até onde ele está
E por suas asas o anjo te leva aonde você quer ir
Te guia como um sonho e te traz de volta ao lar e todos os dias
A chance te traz o futuro pelo amor que te jura eterno
Mas o teu amor só não é maior que tua vaidade
E a porta se fecha novamente
Todos os dias você olha pela janela e vê a chance te esperar
Mas hoje você não encontrou e correu até a porta para procurar
Mas a chance já não mais estava lá
E justo naquele dia você viu um pássaro no céu a voar
Nas asas de um anjo que se cansou de esperar
A última chance foi embora para não mais voltar
Mas você é forte o bastante para continuar a se amar
Todos os dias pela janela você irá se lembrar
Que o amor é a uma flor que precisamos regar
Mas que para sempre não sabe esperar quem só se ama não sabe amar
Amar não é se amar mas trocar e se doar
Todos os dias você continuará a se amar através do espelho a te olhar
Até que o tempo te mostrará que até quem te olha pelo espelho
Não mais irá te amar
Todos os dias você não mais se olhará mas lá fora irá buscar
Tudo aquilo que não pode te esperar
Mas você voltará pois não há mais nada a encontrar
Todos os dias você olhará para o céu
Para esquecer quem te amava pelo espelho
A vaidade envelhece e a solidão te acompanhará
E não haverá um ombro amigo para você chorar
Todos os dias a vida segue em frente se o amor te chamar
Abra a porta e vá em frente deixe entrar e também vá com ele
Em todo lugar há um pequeno pedaço do paraíso
Todos os dias o espelho te mostra uma fria imagem
Daquilo que só você sabe
Por isso ele não te ensina o que é reciprocidade
O espelho não conhece o mundo lá fora
Mas sempre te ensina tudo sobre o que é vaidade
A vida te ensina depois o que é a verdade
Todos os dias a vida te dará mais uma chance
Seja naquilo que você quer ou naquilo que ainda virá
Mas abra a porta para o futuro
Que não está dentro de onde você pensa estar
Todos os dias já pode ter ido embora para bem longe
E para sempre
Como ainda pode voar
A última chance
Já pode ter ido embora para sempre
Como ainda pode voltar...


Autor(es): Marcos A.F. Cardoso

Canciones más vistas de