A Verdade

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Sorrisos!
A coeja se diverte.
Usou-se um ópio de um povo
pra torna-lo inerte

Aperto de mãos,
a farsa é um jogo,
por trás das caras lavadas
o circo pega fogo.

e o sol que inflama os tropicos,
brilha de Belo Horizonte a Manaus,
distorce, confunde a verdade,
no limiar do caos.

a ilusão é verdade , parece eterna.
Meu mundo é de cores e de caos.
coloque sua fé, sinta,
a descoberta foge de nós.
Alucinações se tornam realidade,
Exércitos guiados por sinais misteriosos
Este é o limiar do caos

Ganância,
é o nome da moda.
E o que move uma terra sem lei.
E a ciranda roda...

E o sol que inflama os trópicos,
brilha de Belo Horizonte a Manaus,
distorce, confunde a verdade,
a verdadde

E o sol que inflama os trópicos,
brilha de Porto Alegre a Natal,
distorce, confunde a verdade,
no limiar do caos.


Autor(es): Augusto Nogueira / Henrique Papatella