Boi Tungão

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu tava em casa pensando na vida
Querendo achar uma saída, uma solução.
Botei um disco de Soulfly pra relaxar
Cravei no volume 10 e não pensei em confusão
Mas a vizinha ficou irritad
E veio bater na minha porta para reclamar

Fiquei supreso com o atrevimento
Ela chamava eu de jumento, maconheiro e veado.
Ali parado vendo ela estrebuchar
Baixei o som e perguntei onde é que eu tava errado
Mas a vizinha não quis saber de conversa
E veio com quatro pedras par me acertar.

Liro liro liro oh boi tungão
Boi do maioral
Bonito não é o boi
Como é o aboiar
Eu chamava ele vinha
Valoroso venha cá

Me defendi da sua lingua grande
Bati a porta em sua cara e aumentei o volume
Ela falou que vai me pegar
Eu disse a ela isso é frescura, chilique e mau costume
Mais a vizinha tomou outra atitude
E, pôs um disco de pagode pra contrariar.

Já estava eu demais da conta aborrecido
Resolvi me divertir e mostrar como se joga.
Ela botou Bruno e Marrone e Bragadá
Eu Querozene Jacaré, Totonho e Lula Queiroga
Quando a vizinha já estava endoidando
Botei de novo o Soulfly e ela danou-se a gritar.

liro liro liro oh boi tungão
Boi do maioral
Bonito não é o boi
Como é o aboiar
Eu chamava ele vinha
Valoroso venha cá


Autor(es): Escurinho