Manduka

Brasil 1500

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Lá vem um navio
Que vem de um navio
Que vem do mar

Lá vem um navio
Que vem de um navio
Que vem do mar
A coroa do mar não tem

Aqui tem Portugal pra dar e vender
Aqui tem Portugal pra dar e vender
Aqui tem Portugal pra dar e vender

Dom Manuel come na mesa
Entre sua riqueza
E Salomé portuguesa
E Salomé portuguesa
Dança, dança
Dança, dança
Dança, dança até cansar

1500, uma caravela e um mar de pedra
Correr o mundo
Vasco da Gama
Vasco da Gama
Vasco da Gama, gama, gama, gama

Especiarias de Portugal
Especiarias pra Portugal
Mil e quinhentos
Mil e quinhentos
Mil e quinhentos homens

E uma novena, nove horas, nove dias
Nove horas, nove dias pra avistar
Que
Uma enbarcação
A mando do Rei chegou
Uma coroa toda de prata
Num é pro homem nem pro prato de comida, mida

É um soldado português olhando o lar como se fora seu
É um soldado português olhando o lar como se fora seu
Engenho da nossa senhora da conceição

Negro bom e bonito da África vendendo por quantos cruzados
A sorte de quem paga e o calabouço

Até a guerra dos Mascates
Adeus amigo até a guerra dos Mascates
Adeus amigo até a guerra dos Mascates

Hey, esse negro vale tantos cruzados
Vale tantos cruzados, vale tantos cruzados
Vale tantos cruzados
Para o engenho, para o engenho
Para o engenho vale tantos cruzados

Cafuné roda, roda panela
Cafuné roda, roda panela

Zumbi, Zumbi, Zumbi, Zumbi
Zumbi, Zumbi, Zumbi, Zumbi

Mil e quinhentos