Caco Velho

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Reside no subúrbio do Encantado
Num barracão abandonado
João de tal, cabra falado.
Dizem que viveu fora da lei,
Foi um rei
Que zombava da morte
E tinha um santo forte
No meio da gente bamba
O seu prazer era tirar um samba
Pulava, dava rasteira
Topava briga de qualquer maneira
Mas hoje é um caco velho
Que não vale nada
Tem a cabeça branca e a pele encarquilhada
Faz até pena ver o seu estado.
Pobre coitado
A vida é essa,
É um segundo que se esvai depressa.
Todos nós temos o nosso momento
E, depois dele, só o esquecimento ...

Las canciones más vistas de