Canção Nativa

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Serras, florestas veredas
Cabeça umbigo do mundo
Minha alma aprendendo a vida
Num caminhar mais profundo

Nascente e mãe esperança
Ninando canções cariri
Minha raça poema solar
Minha terra cheirando a por vir

Derramo meus olhos no vale
Cadê as aldeias meu povo bonito
Sumiu-se meu povo primeiro
Que hoje viaja em silêncio

No nosso sangue caboclo
No nosso refrão violeiro
Nos olhos dessas morenas
Nessas terras
Nessas matas
Nessas asas
Nessas penas

Hoje meu povo é vida
É raça energia emoção
Tua presença é segredo
Que mora no coração
E vive nos nossos olhos
A mais bonita canção nativa
Na ativa

Las canciones más vistas de

Ba Freyre en Junio