Elipê

Carta Aos Amigos

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Solidão é nada
Se comparar ao sentimento
Que ponho nessa canção
De coração aberto, destemido, sofrido.

Sigo sempre a linha errada
Escrevo torto, vivo torto
Não tenho com o que me preocupar
Já achei o meu lugar, o meu lugar...

Ao chão
Oh não, não tenha pena junto a mim, eu não tive maldade
Perdão

Me perdi, sofri demais hoje eu quero a paz
Solidão
Não sou mais quem você conheceu
Não sou o mesmo, mesmo que pareça mas
Meu coração é turvo, e não cabe nem a mim.
Quanto mais os demais
Que ainda tentam me tirar
Quando quero me atirar.


Autor(es): Stefan Brunner