Calçada

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu sofri sem perdão
Não consegui admitir a situação
Logo o sofrimento se espaiô
Eu fiquei mergulhado em desamor

Eu sofri sem perdão
Não consegui admitir a situação
Me vejo nessa sentença, pendenga de desamor
Eu faltei com você e nada chegou

Um belo dia, pensava que tava escrito
Era eu pra ela, ela pra mim, isso tá bonito
Esqueci de fechar uma porta e uma janela de uma outra casa
Toda verdade veio na minha calçada

Eu sofri sem perdão
Não consegui admitir a situação
Logo o sofrimento se espaiô
Eu fiquei mergulhado em desamor

Eu sofri sem perdão
Não consegui admitir a situação
Me vejo nessa sentença, pendenga de desamor
Eu faltei com você e nada chegou

Um belo dia, pensava que tava escrito
Era eu pra ela, ela pra mim, isso tá bonito
Esqueci de fechar uma porta e uma janela de uma outra casa
Toda verdade veio na minha calçada (aiaiaiaiai)
Toda verdade veio na minha calçada
Toda verdade veio na minha calçada (aiaiaiaiai)
Toda verdade veio na minha calçada

Eu sofri sem perdão
Não consegui admitir a situação
Logo o sofrimento se espaiô
Eu fiquei mergulhado em desamor

Eu sofri sem perdão
Não consegui admitir a situação
Me vejo nessa sentença, pendenga de desamor
Eu faltei com você e nada chegou

Um belo dia, pensava que tava escrito
Era eu pra ela, ela pra mim, isso tá bonito
Esqueci de fechar uma porta e uma janela de uma outra casa
Toda verdade veio na minha calçada (aiaiaiaiai)
Toda verdade veio na minha calçada
Toda verdade veio na minha calçada (aiaiaiaiai)
Toda verdade veio na minha calçada
Toda verdade veio na minha calçada (aiaiaiaiai)
Toda verdade veio na minha calçada

Eu sofri


Autor(es): Criolo