Centelha

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Libertar a paixão
Se livrar de porquês
Inibir o senão, parar de ler
Pensamentos que emperram

Vento sopra nos ombros
É chegado o momento de ser
A voz a lembrar
O corpo a vibrar
Que inspira e emociona a quem vê

No dorso uma luz
À frente o altar
No palco é que o artista se vê

Sob aplauso total
Um querer permanente
Foi cumprida a missão
Ser artista pra sempre

Volta o sopro nos ombros
É chegado o momento de ouvir
A voz que marcou
Canção a tocar
Menina que em seus olhos dançou

A arte é assim
Te impede olvidar
E os deuses lá de cima dirão:

É como querer
Se deixar levar
Pelos olhares brandos
De um eterno amor

É como plantar
E colher no pé
Ternura, rimas, rosas do amanhã
Sempre...


Autor(es): Fábio Cadore

Las canciones más vistas de

Fabio Cadore en Octubre