Cento e Vinte

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Cento e vinte o valentão do sertão
Encontrou com Pernambuco
Fez doidada
La na bodega do João
Um dia de domingo na serra talhada

Começa a beber misturada
De cachaça com limão
Não demorou-se a garrafa ir pro leão
Arrebentaram a prateleira e quebraram o balcão

O bodegueiro com medo de entrar no malho
Ficou apavorado e se mandou lá pro terreiro
E bem distante ele gritava com bastante desespero
Esqueci lá na gaveta todo o meu dinheiro

Cento e vinte já todo deformado
E gritou me socorra João
Ele fez brigada de cima de mim
Ele já me deu a maior decisão
Mas que homem destemido esse três brigada
Porque deu em cento e vinte na serra talhada

Las canciones más vistas de

Ary Lobo en Octubre